Análise regional da implementação dos cuidados farmacêuticos na rede de atenção à saúde e sua percepção pelos profissionais farmacêuticos

Imagem de Miniatura
Data
2019
Autores
Souza, Júlio Eduardo Pereira de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
UNISA
Resumo
Os Cuidados Farmacêuticos na Atenção Primária à Saúde e especializada foi normatizada pela Portaria nº 1.918 / 2016 aprovada pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP). A atuação do farmacêutico se mostra importante para ampliação do cuidado em saúde e na melhora na adesão ao tratamento medicamentoso dos pacientes. Objetivo: Os objetivos deste trabalho foram avaliar a percepção dos farmacêuticos e analisar os Cuidados Farmacêuticos após a implementação da Portaria na Rede de Atenção Primária à Saúde e de Especialidades. Método: Para o primeiro objetivo foi utilizado um questionário online aplicado antes e depois da normatização da Portaria. No segundo objetivo os dados foram coletados a partir de consultas farmacêuticas, informações em prontuários médicos, prescrições médicas, resultados de exames laboratoriais e descritivo efetuado pelos farmacêuticos em prontuários. Resultados: Com relação à percepção farmacêutica, trinta e dois farmacêuticos responderam os questionários. As opiniões dos profissionais farmacêuticos quanto os tipos de intervenções utilizadas, quanto sua capacidade de intervir, gerar bons resultados e na confiança dos pacientes para o farmacêutico foram semelhantes antes ou após a normatização da Portaria de Cuidados Farmacêuticos. No entanto, após a normatização da portaria houve aumento da participação nas reuniões da equipe multidisciplinar, com aumento das devolutivas de melhora da farmacoterapia durante as reuniões.
Descrição
Palavras-chave
Cuidados farmacêuticos, Atenção farmacêutica, Consulta farmacêutica
Citação
SOUZA, J. E. P. Análise regional da implementação dos cuidados farmacêuticos na rede de atenção à saúde e sua percepção pelos profissionais farmacêuticos. 2019. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) — Universidade Santo Amaro, São Paulo, 2019.