Influência do plasma rico em plaquetas quando uilizado associado a tecnica da distração osteogênica: estudo em humanos

Imagem de Miniatura
Data
2006
Autores
Menezes, Diogo José Barreto de
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
UNISA
Resumo
Os objetivos deste trabalho foram avaliar se a associação do plasma rico em plaquetas à técnica da distração osteogênica alveolar: a) é capaz de melhorar a eficiência da técnica; b) minimiza o risco de infecção e o de exposição da placa do distratar; c) difere em relação ao padrão de reabsorção na crista óssea do segmento de transporte, e, além disso, estudar a correlação do índice de placa (IP) e índice de inflamação gengival (IG) com a reabsorção na crista óssea do segmento de transporte. Participaram do estudo 14 (quatorze) pacientes, que foram distribuídos em dois grupos: 07 (sete) pacientes receberam o plasma rico em plaquetas (grupo teste) e os outros 07 (sete) pacientes não o receberam (grupo controle). O plasma rico em plaquetas foi colocado sobre as placas e torre do distratar, revestindo toda a ferida cirúrgica. Quanto à eficiência da técnica, não houve diferença significativa entre os grupos teste e controle. Sinais de infecção localizada foram encontrados em 04 (quatro) casos, 02 (dois) no grupo teste e 02 (dois) no grupo controle. Exposição da placa do distratar ocorreu em 04 (quatro) casos no grupo controle e em 01 (um) caso no grupo teste. A reabsorção na crista óssea do segmento de transporte, em ambos os grupos, nos períodos de ativação (RCAa), consolidação (RCAc) e perda óssea total (RCAt), não apresentou diferença significativa entre os grupos analisados. Forte correlação positiva foi encontrada entre a média IG e RCAt, enquanto correlação moderada foi observada entre a média IP e RCAt. De acordo com os resultados deste trabalho, pôde-se concluir que a adição do plasma rico em plaquetas: não melhorou a eficiência da técnica; não reduziu o risco de infecção; minimizou a exposição da placa do distratar; não alterou o padrão de perda óssea do segmento de transporte e, além disso, o aumento do índice de placa (IP) e do índice de inflamação gengival (IG) elevou a possibilidade de reabsorção óssea da crista óssea do segmento de transporte no período de ativação e consolidação.
Descrição
Palavras-chave
Osteogênese por distração, Implantes dentarios, Plasma rico em plaquetas
Citação
MENEZES, D. J. B. Influência do plasma rico em plaquetas quando uilizado associado a tecnica da distrção osteogênica: estudo em humanos. 2006. Dissertação (Mestrado em Odontologia) — Universidade Santo Amaro, São Paulo, 2006.