Reflexos do Navio Negreiro: Igreja Nossa Senhora do Rosário dos homens pretos e os caminhos para a inserção social dos negros em São Paulo

Imagem de Miniatura
Data
2022
Autores
Santos, Simone da Silva Eduardo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
UNISA
Resumo
Pensar o passado e o presente da população negra brasileira implica, de certa forma, em lidar com o sofrimento e com as durezas intrínsecas que atravessam os lugares, os afetos e a memória dos herdeiros do “Atlântico Negro” no Brasil. Ao analisar os 133 anos de luta da população negra, para que sua existência não fosse apagada ante os estigmas sociais e culturais promovidos pelo sistema escravagista no Brasil, chamoume a atenção a estes predicados, isto é, o lugar, a memória e os afetos estão inarredavelmente ligados à historicidade da Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Sendo assim, o objetivo da pesquisa, que é de caráter exploratório, descritivo e explicativo, foi estudar o processo de inserção social dos negros na cidade de São Paulo, por meio da Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos do largo do Paissandu. Destarte, a pesquisa foi de caráter qualitativa e a metodologia utilizada foi a da análise documental e bibliográfica, arquivada na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, que nos apontou como se deu a organicidade desta confraria e qual foi sua contribuição para o processo emancipatório dos negros, utilizando a religiosidade como ponto de partida, e, também, usamos aportes teóricos referentes ao período pós-abolição no estado de São Paulo. Ademais, a Igreja de Nossa do Rosário dos Homens Pretos, situado em um ponto privilegiado da cidade, era um enclave que rompia com a ordem vigente da sociedade do período escravista de nossa História em São Paulo. Este espaço é símbolo de resistência da cultura afro-brasileira, por todos os ataques sofridos durante este período, sobretudo, na aplicação das ideias higienistas/modernistas de apagar todo o passado colonial do lugar, implantando o viés republicano através da expropriação do terreno onde se localizava a igreja dos negros e seu patrimônio. Por fim, o resultado foi demonstrar através dos documentos arquivados na igreja e as bibliografias relacionadas, que a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário do Paissandu, foi um agente ativo no período pós-abolição e sua atuação trouxe reflexos significativos de resistência à população negra na sua inserção na sociedade paulistana.
Descrição
Palavras-chave
Igreja, Homens Pretos, Cultura Afro-brasileira, Desigualdade Social, Irmandade
Citação
SANTOS, Simone da Silva Eduardo. Reflexos do Navio Negreiro: Igreja Nossa Senhora do Rosário dos homens pretos e os caminhos para a inserção social dos negros em São Paulo. 2022. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) — Universidade Santo Amaro, São Paulo, 2022.