DSpace Repository

Avaliação da adaptação marginal e do assentamento de copings para próteses cimentadas sobre implantes, fabricados com três tipos de materiais: ouro depositado por eletrólise, uma liga áurica e uma liga alternativa

Show simple item record

dc.contributor.author Oliveira, Dênis de
dc.date.accessioned 2017-02-06T19:38:39Z
dc.date.available 2017-02-06T19:38:39Z
dc.date.issued 2003
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/123456789/21
dc.description.abstract O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptação marginal e o assentamento de copings para próteses cimentadas sobre implantes, fabricados com ouro depositado por eletrólise, uma liga áurica e uma liga alternativa. Um pilar transmucoso personalizado, reproduzindo um preparo para coroa unitária para metalocerâmica, com chanfro, foi encerado sobre um padrão de plástico do tipo UCLA e fundido com uma liga áurica. Depois de fundido, este pilar teve a região relativa ao preparo seccionada longitudinalmente, no sentido vestíbulo-lingual, até urna área de 1,5 mm além do término. Sobre este pilar seccionado foram confeccionados, em metades, três grupos de copings: a) GRUPO GES: 5 copings feitos em ouro depositado por eletrólise (Gramm Technick - Alemanha); b) GRUPO OURO: 5 copings feitos em uma liga áurica (Olympia - Jelenko - EUA), e c) GRUPO TIL/TE: 5 copings feitos em uma liga alternativa (Tilite - Talladium - EUA). Para a avaliação da adaptação marginal e do assentamento, os copings foram posicionados no pilar transmucoso um a um, sendo o conjunto fixado em uma base de cera utilidade, e mensurações da discrepância interna, representada pelo espaço existente entre as paredes internas do coping e as paredes do preparo representado pelo pilar personalizado, foram feitas em estereomicroscópio ( Carl Zeiss Jena Gmbh) com aumento de 50 X, em seis pontos, com dois deles ("A" e "F") representando, respectivamente, a distância entre a borda do coping e a margem cervical vestibular e lingual do preparo, dois ("'B" e "E") representando, respectivamente, a distância entre a parede interna do coping e a parede axial vestibular e lingual do preparo e os dois remanescentes ('􀁓C' e 􀁓,o􀁗') representando, respectivamente, a distância entre a parede interna do coping e as regiões de "ponta de cúspide" vestibular e lingual do preparo. Concluída a leitura., foi aplicado um teste estatístico comparando o assentamento dos três grupos, representados pelos pontos ""A" a ""F" ., onde não foi encontrada significância. Para os pontos "A" e ""F"\ entretanto, que representavam a adaptação marginal, o teste estatístico mostrou significância para o grupo GES, em comparação com os demais grupos. pt_BR
dc.language.iso other pt_BR
dc.subject Odontologia. Implantodontia. pt_BR
dc.title Avaliação da adaptação marginal e do assentamento de copings para próteses cimentadas sobre implantes, fabricados com três tipos de materiais: ouro depositado por eletrólise, uma liga áurica e uma liga alternativa pt_BR
dc.type Other pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account