DSpace Repository

Tratamento da hiperlipidemia primária com ácidos graxos ômega 3 em cães da raça Schnauzer

Show simple item record

dc.contributor.author Albuquerque, Paula de
dc.date.accessioned 2017-10-10T19:05:50Z
dc.date.available 2017-10-10T19:05:50Z
dc.date.issued 2017
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/123456789/164
dc.description.abstract ALBUQUERQUE, P; Tratamento da hiperlipidemia primária com ácidos graxos ômega-3 em cães da raça Schnauzer [Treatment of primary hyperlipidemia with ômega-3 fatty acids in Schnauzer breed].2017. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária e Bem-estar Animal). Universidade de Santo Amaro – UNISA, São Paulo, 2017. A hiperlipidemia primária, evidenciada na raça Schnauzer, está associada ao maior risco de pancreatite, resistência insulínica e convulsões. Caracteriza-se por aumento da concentração plasmática de triglicérides (TG) e/ou colesterol (COL) após 12 h de jejum alimentar. Mecanismos como aumento da síntese e/ou diminuição da remoção plasmática de lipoproteínas (LP) com alta concentração de TG (LP de densidade muito baixa – VLDL - e quilomícrons) favorecem o desenvolvimento da hiperlipidemia. O diagnóstico da hiperlipidemia primária deve ser realizado a partir da exclusão de doenças endócrinas (diabetes mellitus, hipotireoidismo e hiperadrenocorticismo). O presente trabalho investigou a eficácia terapêutica dos ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 em Schnauzers com hiperlipidemia primária. Dezoito cães com hiperlipidemia primária foram distribuídos em dois grupos: Grupo 1, n = 10, 8 fêmeas, 2 machos, idade (média ± desvio padrão) de 7,13 ± 2,70 anos e peso (média ± desvio) de 7,25 ± 1,22 kg que foram submetidos ao tratamento com ômega-3 (OGRAX 3® 1000 mg; 1 cápsula a cada 24 h) associado à uma dieta coadjuvante hipocalórica com baixo teor de gordura (Equilíbrio Veterinary O&D®) durante 90 dias; e Grupo 2, n = 8 cães, 6 fêmeas, 2 machos, idade de 7,0 ± 1,77 anos e peso de 8,36 ± 1,51 kg, tratados somente com ômega-3 (OGRAX 3 1000 mg; 1 cápsula a cada 24 h) durante 90 dias. Foram avaliadas as concentrações plasmáticas de TG e COL e perfil das LP (LP de densidade muito baixa - VLDL; LP de densidade baixa – LDL; LP de densidade alta - HDL) antes e após 90 dias de tratamento. As concentrações de TG e COL, expressas em mg/dL (média ± desvio padrão), antes e após o tratamento no grupo 1 foram: TG = 391,30 ± 487,86 (T0) e 118,7 ± 135,21 (T1); COL = 308,2 ± 63,06 (T0) e 139 ± 36,91 (T1). E no Grupo 2 os resultados foram: TG = 391,63 ± 336,89 (T0) e 250,75 ± 211,56 (T1); COL = 257,25 ± 92,88 (T0) e 207,25 ± 63,79 (T1). Houve redução significativa (p < 0,05) de TG e COL nos grupos 1 e 2. A terapia com dieta hipocalórica e ômega-3 reduziu a colesterolemia mais eficientemente em comparação aos tratados apenas com ômega-3, enquanto a redução de TG ocorreu de forma similar em ambos os grupos. O perfil de distribuição de COL e TG entre as LP não foi diferente entre os períodos pré (T0) e pós tratamento (T1). Os resultados deste estudo evidenciaram que, após 90 dias de tratamento, a administração do ácido graxo ômega-3, associado à dieta hipocalórica ou de manutenção, reduziu a trigliceridemia e a colesterolemia sem alterar o perfil das LP plasmáticas. Contudo a associação da dieta hipocalórica e ômega-3 mostrou-se mais eficaz na redução da colesterolemia. pt_BR
dc.language.iso other pt_BR
dc.subject Colesterol pt_BR
dc.subject Cães pt_BR
dc.subject Ácidos graxos pt_BR
dc.title Tratamento da hiperlipidemia primária com ácidos graxos ômega 3 em cães da raça Schnauzer pt_BR
dc.type Other pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account